Influenciador é acusado de desviar doações da filha com paralisia

Brasil – O influenciador Igor Viana, de 24 anos, está sendo acusado de maus-tratos e de ridicularizar sua filha de 2 anos, que possui paralisia cerebral. Em declarações recentes, o homem xingou a criança e se manifestou sobre desviar supostamente o dinheiro de doações destinadas ao tratamento dela.

Morador de Anápolis, Goiás, Igor ganhou fama através do TikTok, onde compartilha a rotina de cuidados com a criança. Nos últimos tempos, no entanto, o influenciador vem chamando atenção pelo comportamento desrespeitoso em relação à filha.

“Eu não imaginava que uma criança que tem 10% do cérebro funcionando fosse tão chata e pudesse me dar tanto problema. A vontade, às vezes, é de largar na porta do orfanato e deixar alguém se virar, alguém tomar conta”, disse.

Após a repercussão do comportamento hostil nas redes sociais, Igor Viana virou alvo de uma investigação policial por maus-tratos e desvio de dinheiro.

Aline Lopes, delegada responsável pelo caso, disse ao g1 que o influenciador tem uma lista vasta de comportamentos degradantes em relação à filha, como, por exemplo, chamá-la de “inútil” após sugerir que ela fosse ao mercado sozinha.

“Você não está fazendo uma brincadeira, você está expondo e causando constrangimento, não só a ela, mas a todas as crianças com deficiência, além da fala problemática no final. Tem outras postagens em que ele inferioriza a menina, causando constrangimento a ela pela condição de pessoa com deficiência”, avalia a delegada.

Quanto às acusações de desvio de dinheiro, Igor apontou que a filha não possui conta bancária. “Minha filha não tem Pix, então se eles [as pessoas que doaram] foram trouxas, a culpa não é minha. Eu não sou obrigado a usar o dinheiro que eles mandam especificamente com a minha filha. Eu também tenho necessidades a serem supridas. Também sou um ser humano”, justificou.

Além de Igor Viana, a mãe da criança também está sendo alvo de investigações. A influenciadora é suspeita de desviar dinheiro de doações e poderá responder por omissão se forem confirmados os delitos do homem contra a filha.

“Ela, sendo a mãe, enquanto estava casada com ele, se não agiu para impedir isso, também responde por omissão. Como mãe, ela tem o dever de evitar e de não concordar com esse tipo de atitude. No momento em que concordou e permitiu o que ele fez, sem tomar providências, ela pode ser responsabilizada por omissão”, explicou a delegada.

Igor e a mãe da criança de 2 anos estão separados e, devido a um comum acordo, é o influenciador quem mora com a menina e possui a guarda dela.

Fonte: IG